Denúncia: Empresa com suspeita de fraude em licitação na Raposa

LICITAÇÃO: Registro de Preços para futuras e eventuais contratações de empresa especializada para prestação de serviços de conservação, reparação e manutenção de prédios públicos no município de Raposa, conforme este edital e seus anexos.

O blog Jamys Gualhardo recebeu uma denúncia do município de Raposa na região metropolitana da ilha. Segundo informações, houve uma suposta fraude em licitações, vejam abaixo o que teria acontecido no pregão realizado no dia 26/06.

PRIMEIRO ERRO:

A sessão que teve início dia 26/06/2020 as 15:00, participaram 12 empresas em interesse de participar do certame, na prefetura não obedecem as recomendações de prevenções de corona vírus, juntou vários licitantes em uma sala da sessão de licitação, ao entregar os documentos de credencimento, o pregoeiro recolheu toda a documentação e se negou ao entregar a ata da sessão( obrigatória por lei), e solicitou que dia 30/06/2020 voltassem pra sessão, somente na palavra.

SEGUNDO ERRO:

ao voltar na data remarcada, dia 30/06/2020, houve diversas falhas na sessão de licitação, primeiro que passado a faze de credenciamento seria a de abertura das propostas, ao abrir as propostas o pregoeiro (Aldacyr Costa Ericeira) solicitou que não poderia entrar todos os licitantes na sala ( para embaralhar o procedimento licitatório) .


Ordenou que o porteiro da prefeitura não deixassem os licitantes entrar, onde pode ter acontecido a “maracutaia”. Abriu primeiro o envelope da empresa de Welker Rolim( wr empreendimentos , que já fatura diversos contratos na raposa, no qual tem contrato de lixo, construção, aluguel de veículos e combustível) ao chamar os outros licitante por partes, foram encontradas diversas irregularidades na proposta da empresa Welker Rolim, a proposta estava inexequível, ele baixou 42% da proposta (inciso XI da lei 10520/2002.) o segundo erro da empresa Welker Rolim que não constava assinatura do engenheiro na proposta, e o mesmo não apresentou cronograma e nem curva ABC, e os valores da planilha dele estavam errados, ao questionar ao pregoeiro sobre o erros do licitante, o mesmo ignorou e não acatou na ata, os licitantes ficaram revoltados, pois viram que estavam sendo prejudicados, solicitaram a inabilitação da empresa WA, e o mesmo não aceitou. Continuando o certame o mesmo solicitou um adiamento do certame para o engenheiro analisar as propostas , detalhe, a empresa do senhor da raposa, Welker Rolim estava sendo acobertada. foi entregue uma ata pra voltar dia 03/07/2020 as 09:00.

TERCEIRO E MAIOR ERRO:

O senhor pregoeiro , no dia 02/07/2020, teria ligado para os licitantes solicitando um acordo com todos, querendo pagar, segundo fontes testemunhas, a quantia de R$ 2 mil reais para cada licitante desistisse, aí a “parada” iria ficar para o senhor todo poderoso Welker Rolim da empresa WR , e disse mais, senão acatassem em receber o dinheiro, iriam cancelar a licitação, ainda por cima , publicou um aviso de adiamento da licitação, para que todos os licitantes reverem e aceitarem a esmola, pois na Licitação iriam faturar quase 5 MILHÕES DE REAIS.

O suposto esquema está atrelado a um secretário da cidade que tem um grau de parentesco com a gestora , agora cabe aos órgãos de controle e fiscalização averiguar a veracidade da informação.

O blog está aberto para quaisquer contestações posteriores.

Comentários