Crianças da área Itaqui Bacanga realizam ações em defesa do meio ambiente

Preservar o meio ambiente e a natureza é tarefa de todos. Isso é algo indiscutível. E com o aumento do número dos focos de incêndio na floresta amazônica causando enorme devastação nas matas brasileiras é necessário medidas emergenciais de toda população independente de faixa etária. Pensando nisso crianças de 6 e 7 anos de uma escola comunitária da área Itaqui Bacanga realizaram na última terça-feira (03) uma visita técnica ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em São Luís para aprender mais sobre a preservação ambiental.

O ICMBio é um órgão ambiental do governo brasileiro, criado em 2007 e gerencia 334 Unidades de Conservação Ambiental em todo Brasil. No Maranhão, o Instituto Chico Mendes gere 6 reservas extrativistas e 2 parques nacionais, e o questionamento da criançada foi o por quê de tanto incêndio nas nossas florestas.

Na roda de conversa, dirigida pelos ambientalistas, Laura Reis, Mary Jane Fonseca e Rogério Funo, os estudantes foram instruídos sobre ações cotidianas que reforçam a consciência da preservação ambiental. Isabela Kalinda, de 6 anos, quando perguntada sobre o que fazer para cuidar do meio ambiente, afirmou. “Economizar água na hora do banho e tirar o lixo das praias pras tartarugas não comerem”.

Para a analista ambiental, Laura Reis, é importante que as escolas despertem para o tema ambiental. “Quando uma instituição abre espaço para o dialogo sobre a natureza, uma quantidade expressiva de pessoas tomam conhecimento das causas ambientais. Os adultos de hoje, quando crianças, não participaram de projetos de educação ambiental. E hoje sentimos a dificuldade na conscientização da importância da natureza”.

A educação ambiental no ensino fundamental se faz necessária para despertar a consciência de preservação quando adulto. “Além de aprender a cuidar da natureza, as crianças se tornam agentes de divulgadores dessas ações. Elas repassam aos colegas, aos pais e familiares”. Enfatizou, a professora Ismelinda Freitas.

A Escola Comunitária Criamor está inserida há 36 anos na área Itaqui Bacanga. Área privilegiada com manguezais, praias, parques e sítios abertos a visitação. Sistemas ecológicos que a partir de agora devem receber atenção especial dos alunos. Depois da palestra e das orientações dos analistas ambientais, e diante do desafio divulgar a importância de cuidar do nosso planeta, as crianças irão realizar um desfile nesta quinta-feira pelas ruas do Bairro do Anjo da Guarda, enfatizando as ações de proteção ao meio ambiente e em comemoração à Semana da Pátria.

Comentários