” Não há educação pública de qualidade quando professor não é valorizado”, diz Wellington durante audiência na OAB-MA

Valorização do professor e concessão de reajuste em cima de vencimento e não de gratificação, obedecendo o Estatuto do Magistério. Esse foi o tema da reunião que aconteceu na tarde desta quarta-feira (21), na sede da Ordem dos Advogados do Maranhão (OAB-MA). Além do deputado Wellington, estiveram presentes o presidente da OAB – MA, Thiago Díaz; presidente da Comissão de Direitos Difusos da OAB, Marinel Matos; além do deputado Eduardo Braide (PMN), e de vários professores da rede estadual.

A reunião abordou a intervenção da OAB diante da Medida Provisória 230/17 do Governo do Estado que já foi aprovada e descumpre legislação estadual ao violar o Estatuto do Magistério.

“Nós, educadores do estado do Maranhão, temos tido nossos direitos violados pelas arbitrariedades desse Governo. Por isso, batemos à porta da OAB para que adote providências contra essa Medida. Qual a justificativa do Governador para descumprir a Lei?”, questionou Marcelo, professor da Rede Pública.

Na ocasião, o presidente da OAB – MA, Thiago Díaz, colocou a Ordem à disposição dos professores do Maranhão.

“Professores, fiquem certos de que no que depender da garantia dos direitos, a OAB-MA será mais uma vez protagonista nas causas que representam a sociedade civil. Aproveito para anunciar também a criação da Comissão Especial de Defesa da Educação da OAB-MA que tratará de assuntos desta temática”, Thiago Diaz, presidente da OAB-MA.

Sobre a situação, o educador e deputado Wellington destacou que continuará defendendo os interesses dos professores e o cumprimento da lei.

“Não há educação de qualidade quando professor não é valorizado. Desde o início, nos manifestamos contra essa Medida Provisória, inclusive, votamos contra isso na Assembleia. Nosso posicionamento é em defesa do professor e do cumprimento da Lei. Afinal, o Estatuto do Magistério, em seu art. 32, torna obrigatório o reajuste em cima de vencimento e não de gratificação. Enquanto membro da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, continuarei à disposição dos professores. Inclusive, faremos essa parceria entre a Comissão de Educação da OAB que está sendo criada com a Comissão da Assembleia. Juntos, defenderemos ações que valorizem e respeitem os nossos professores”, disse Wellington.
COMISSÃO DE DEFESA DA EDUCAÇÃO DA OAB

Tem por objetivo acompanhar, orientar, debater e defender políticas de valorização dos professores do Maranhão.

Comentários