Lojas Americanas explora corpo da mulher para melhorar as vendas de ovos de páscoa

Em muitas discussões sobre o valor da mulher  na sociedade, exploramos diversos aspectos das desigualdades que persistem entre homens e mulheres. Diferenças de oportunidades de acesso ao mercado de trabalho, desigualdade salarial e acesso à esfera pública em geral são algumas dimensões onde percebemos as disparidades de gênero. Outras dimensões, no entanto, são mais subjetivas e manifestam-se na forma como enxergamos as mulheres e em que medida as consideramos indivíduos autônomos, donas de seus próprios corpos. É aqui que entra a banalização do corpo feminino.

O blog recebeu essa denúncia que as Lojas Americanas está “banalizando a imagem do corpo feminino” em busca de atrair o público masculino na aquisição de ovos de páscoa, mas será que não havia outro meio?? Que não seja explorar a figurar “Mulher”.

Atualmente, por mais que as mulheres tenham alcançado mais independência financeira, uma das características da cultura patriarcal que ainda permanece é a banalização  do corpo feminino, uma vez que essa banalização está intimamente ligada à função do corpo da mulher enquanto mero objeto de prazer sexual masculino.

 

 

Comentários