Ozônio no reto. Pode isso, Arnaldo?

Ozônio no reto. Está correto? Muito estranho. Mas é esse o tratamento que o médico e prefeito de Itajaí, Santa Catarina, Wolnei Marostoni, recomenda para quem está com sintoma de Covid-19.


O tratamento é polêmico e está fora do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Do assunto, pode-se concluir duas coisas: primeiro, que é muito comum surgirem essas alternativas exóticas e miraculosas em tempos sombrios onde a população se encontra vulnerável como agora; segundo, ele é político.

Nesse caso, é muito comum homens públicos usarem do populismo barato para posarem de salvadores da Pátria. As duas situações são duvidosas para a população. Ciência e política são feitas de inovação e criatividade, não necessariamente por aventuras que aparecem do nada para salvar a população. Minha conclusão é que o cidadão se mantenha sempre informado sobre o que é correto e razoável. Na ausência do que é correto e razoável, fique atento, tire o seu da reta.

Comentários