Flávio Dino critica ‘inaceitável ameaça ao STF’ feita por General Heleno

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), reagiu nas redes à nota do general Augusto Heleno afirmando que eventual apreensão do telefone celular de Jair Bolsonaro teria “consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”.

Para o comunista, trata-se de “inaceitável ameaça ao Supremo Tribunal Federal”.

“A nota do general Heleno constitui inaceitável ameaça ao Supremo Tribunal Federal. Na República, nenhuma autoridade está imune a investigações ou acima da Lei. E na democracia não existe tutela militar sobre os Poderes constitucionais”, escreveu o ex-magistrado no Twitter.

Heleno reagiu à determinação do ministro Celso de Mello de enviar à PGR (Procuradoria-Geral da República) pedido para que o aparelho telefônico de Bolsonaro e do filho dele, Carlos Bolsonaro, sejam apreendidos no âmbito das investigações das denúncias feitas por Sergio Moro contra o presidente.

O ex-ministro acusa Bolsonaro de tentar interferir na Polícia Federal. A notícia-crime contra Bolsonaro foi apresentada pelos partidos PDT, PSB e PV em abril.​ Eles solicitaram também perícias nos celulares de Maurício Valeixo, ex-diretor-geral da Polícia federal exonerado por Bolsonaro; de Moro e da deputada federal Carla Zambelli.

Fonte: Gilberto Leda

Comentários