SAÚDE: Enquanto Superintendente mente, pais de famílias são demitidos dos seus empregos

Aviso prévio de demissão

A situação da saúde do Maranhão vai de mal a pior , e parece que o ditado pior do que tá não fica , aqui pode ficar .

O nosso portal recebeu várias denúncias de demissão em massa em várias unidades de saúde do estado, estimasse que quase 500 profissionais em todo Maranhão tenham sido demitidos.

O grande problema é a sobrecarga dos atendimento , além gigantescas filas para serem atendidos.

Salas de medicações com pessoas internadas

Desconfia-se que essas demissões sejam algo macabro, uma vez que todos são sabedores que os profissionais não tinham vínculo empregatício desde 2015 , o que deixava o estado impossibilitado de realizar tais demissões, mas no começo do ano de 2019 , todos os profissionais tiveram suas carteiras assinadas em uma quarteirizada , o que deixou os profissionais de saúde felizes no primeiro momento, não sabendo que ali estava talvez a maior tristeza, foi aí que então começou a “saída” perfeita para tirar os pais e mães de famílias dos seus únicos empregos.

No começo do mês , de Setembro de 2019, vários profissionais procuraram a SES em uma manifestação para chamar atenção da sociedade do perigo que as demissões poderiam causar , em resposta do governo , a superintendente da rede de saúde , que outrora era uma das profissionais que brigavam por direitos , hoje mente em rede de televisão para todo Maranhão afirmando que está tudo tranquilo, que não existe demissões e que as unidades funcionam normalmente.

Veja o vídeo da TV Mirante:

Agora a quem recorrer ?

Ou será que a intenção é acabar com as unidades de saúde de pronto atendimento?

Nos últimos dias , foram demitidos vários profissionais no interior do estado , nas UPA’s da Cidade Operária, Bacanga, Parque Vitória, do Araçagy e até do programa MAIS IDH.

Vamos aguardar e ver até aonde vai…

Comentários