Eleições 2022: As “ameaças” aos planos de Flávio Dino

Por Jamys Gualhardo

Há menos de 4 anos para o próximo pleito eleitoral para presidência e governador, surge uma disputa interna dentro do atual grupo do governador do Maranhão, muitos já sabem a intenção de Flávio Dino em disputar a eleição presidencial em 2022, pela escassez de nomes na esquerda.

Com essa situação, surge um jogo de xadrez para “colocar” nos cargos de governador no lugar do próprio Flávio e também no cargo de Senador tendo em vista que o atual senador Roberto Rocha será um provável nome para suceder o atual governador e será muito difícil à sua reeleição. Mas a grande disputa está entre Weverton Rocha e Eliziane Gama.

Entenda:

Weverton é um articulador nato, e tem um grupo gigantesco(PDT) dentro do estado,além do fato de ter tirado mais votos que o próprio  governador no pleito de 2018, muito se fala nos bastidores que é algo natural à sua sucessão , porém isso pode causar uma “ameaça” aos planos de Flávio , tudo por que Weverton não seria tão maleável , o que poderia tirar o controle aos seus comandados, vale ressaltar também que o próprio Rocha tem um bom relacionamento dentro do palácio do planalto em virtude de ter sido deputado federal , agregado a isso, Weverton é de esquerda e defende os direitos dos trabalhadores, fato que pode tomar repercussão inimagináveis dentro do senado federal.

Para Flávio, é mais provável a escolha de alguém mais  maleável , que possa ser controlada, isso se encaixa melhor ao nome da também então senadora Eliziane Gama, isso lhe daria o controle do Senado e Governo juntos, além de não dar espaço para novos nomes, e isso já começa a ser desenhado no próximo pleito de prefeitos e vereadores.

Flávio buscará agregar todos os que estavam fora das suas asas, pois podem atrapalhar os seus planos , nomes como: Waldir Maranhão, Samuel de Itapecuru, Zé Reinaldo, Roberto Rocha, entre outros.

Vamos aguardar…

Comentários