E Tome Perseguição: Guarda Municipais passam terror na atual gestão de São José de Ribamar

O Blog Jamys Gualhardo tem acompanhado de perto a luta dos pais de famílias , Guardas Municipais, de São José de Ribamar , acontece que , assim como em outras partes da cidade , e na própria prefeitura, as ações de possível perseguição tem si intensificado .

Desta vez , são os Guardas Municipais que estão passando por momentos de terror na gestão atual,  veja o que está acontecendo, o atual comandante está “desfiliando à força “ os guardas do seu sindicato, no intuito claro de enfraquecer a categoria.

Vejam a nota abaixo :

Luís Fernando aterroriza Guardas Municipais de São José de Ribamar

Desde que assumiu a prefeitura de São José de Ribamar, em janeiro do ano de 2017, o prefeito Luís Fernando Moura da Silva tem tocado o terror contra a classe dos Guardas Municipais. Se não bastasse a perseguição e exoneração de quase 100 Guardas nesse ano de 2018 , que após processos administrativos autorizados pelo prefeito ribamarense, foram obrigados a pedir exoneração, agora, em agosto do mesmo ano os Guardas foram surpreendidos com corte de aproximadamente R$ 650 reais nos vencimentos do mês.

Agora novamente os guardas municipais foram surpreendidos com a alteração da carga horária da Guarda Municipal que, com a mudança, passou a ser tratada com infração ao Princípio da Isonomia, no caso concreto, o GCM tem carga horária de 8 horas diárias e 40 horas semanais enquanto os demais servidores do município laboram 30 horas semanais. O presidente do Sindguarda convocou Assembleia Geral da categoria deliberativa que será realizada no DIA 19 DE NOVEMBRO DE 2018 ÀS 15:00 H na sede do SINDGUARDA localizada na Rua da Alegria, nº 71, Moropoia – São José de Ribamar ,que pode resultar em greve da categoria. primeira chamada às 14:30 h com maioria dos filiados, segunda chamada
às 15:00 h devendo a assembleia ser instalada com qualquer número presente.

A diretoria do Sindguarda.

Parece que o atual gestão não gosta dos Guardas Municipais, senão vejamos , após várias discussões entre sindicato e administração, houve a aprovação do PCCr , mas não veio pra beneficiar, apenas pra perseguir .

 

Comentários