Como assim produção? Empresa que gerenciará Saúde de SJR já responde há mais de 60 processos por suspeita de irregularidades

A Organização Social Unir Saúde, que é investigada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, por suspeita de irregularidades em contratos com a Prefeitura do Rio, e acumula mais de 60 processos, encontrou em São José de Ribamar, uma forma de continuar com suas atividades.

Proibida pela justiça do RJ de contratar com a prefeitura carioca, a empresa assinou contrato com a prefeitura de São José de Ribamar, comandada pelo prefeito Luís Fernando Moura da Silva , para administrar o hospital municipal e a maternidade.

Pelo contrato, a organização social, que é presidida por Leonardo de Azevedo Assunção, receberá mais de R$ 20 milhões e terá a missão de superar o caos na saúde ribamarense instalado nos últimos meses, quando hospital e maternidade quase fecham as portas.(Maramais).

Agora vejamos, se uma empresa que tem um histórico desses , será que realizará um serviço eficiente e eficaz ? E a população foi ouvida ? Até quando a sociedade ribamarense irá sofrer por atendimentos ?

Vamos acompanhar o caso e dar as informações necessárias à população…

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *