Socorro: Calamidade, Médicos e pacientes da Santa Casa compram materiais para poderem realizar procedimentos cirúrgicos.

Calamidade! Médicos e pacientes da Santa Casa compram materiais para poderem realizar procedimentos cirúrgicos.

O blog Jamys Gualhardo recebeu uma denúncia gravíssima que deve ser urgentemente sanada pelos órgãos responsáveis, até uma intervenção poderia ser feita, pois pessoas estão agonizando no tratamento de doenças nessa unidade, a sociedade deve clamar por socorro da Santa Casa , pois o índice de mortes não é pequeno.

Até quando permanecerá assim ?

Não é de hoje que sabemos da má administração da verba que é destinada para o Hospital Santa Casa de Misericórdia do Maranhão, mesmo com a desativação de várias alas do imenso hospital e da redução de quase 50% do seu quadro funcional no meio do ano, a situação cada dia que passa só piora. As cirurgias eletivas estão sendo suspensas pela direção pq não tem material cirúrgico.

Aqueles cirurgiões que quiserem operar, tem que comprar do antibiótico até o soro que os pacientes utilizarão no pós-operatório, caso contrário, os pacientes tem sua cirurgia suspensa. Se por um acaso o paciente remova algum material que tenha que mandar pra biópsia, a família tem que comprar o formol para conservar até o dia de mandar pra análise.

Outro absurdo que está acontecendo há mais de 15 dias é o elevador quebrado por onde faz o transporte dos pacientes operados, pois o centro cirúrgico fica localizado no 2º andar e como não tem rampas de acesso, o transporte dessas macas são feitas por maqueiros e porteiros pelas escadas podendo causar um acidente gravíssimo tanto pro paciente, quanto pros trabalhadores.

Além disso, procuramos algumas pessoas que trabalham naquela unidade de saúde, e diversas nos irformaram que o pagamento dos salários são realizados somente com atraso, iremos pedir uma resposta concreta do atual gestor, Abdon Murah, que parece não está dando conta do cargo de Presidente do CRM e também de diretor da Santa Casa.

Vamos aguardar o posicionamento…

Comentários