Bomba : Upas podem paralisar as atividades nos próximos dias

 

Governo do Maranhão usando de má fé, mais uma vez não leva nenhuma proposta para Audiência Pública realizada na manhã desta segunda feira( 19) no Ministério Público do Trabalho para resolver o caso dos 8.700 trabalhadores demitidos da ICN e requisitados precariamente pelo próprio governo do Maranhão para continuar trabalhando nas UPAs do Estado,atendendo à  população maranhense.
O SINDSAÚDE e o Sindicato dos Enfermeiros  podem realizar uma paralisação Geral de Natal e Ano Novo, em todas as UPAs do estado,  entre outras medidas, por falta de pagamento do Décimo Terceiro,férias e condições dignas dos trabalhadores que eram da ICN.
Esses trabalhadores (8.700) especializados nas carreiras da saúde,  são técnicos e auxiliares de enfermagem, maqueiros, enfermeiros, fisioterapeutas e outros profissionais da súde.Todos prestam serviços hoje ao governo do Maranhão em estado precário , e quase análogo à escravidão há um ano, pois não possuem carteira assinada, portanto não gozando de nenhum direito previsto em Lei trabalhista.

(fonte: Força Sindical/Ma)

Comentários