SES emite nota de esclarecimento sobre rumores de surto de Meningite em São Luís

A Superintendência de Epidemiologia e Controle de Doenças/SAPAPVS/SES/MA, por meio do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS)/SES/MA vem esclarecer sobre rumores veiculados na mídia por meio do Blog Jamys Gualhardo que afirmam estar havendo surto de meningite meningocócica em São Luís. 

Diante da situação informamos que foram registrados dois casos da doença, sendo um no dia 27 de fevereiro de 2018, com óbito ocorrido no Hospital São Domingos e o outro também com evolução para óbito, no dia 02/03/201, no Hospital Centro Médico.

A equipe de Vigilância Epidemiológica do CIEVS fez a investigação junto aos hospitais envolvidos e às famílias, com identificação dos contactantes (comunicantes do caso), os quais foram avaliados pela equipe e receberam a medicação para a quimioprofilaxia, seguindo Protocolo do Ministério da Saúde.

Nos dois casos não houve confirmação laboratorial, porém de acordo com o corpo médico que os atendeu, os mesmos foram confirmados pelo fato de terem apresentado os critérios de definição de casos suspeitos, com clínica sugestiva de doença meningocócica, com presença de petéquias (meningococcemia).
Informamos ainda, que a análise epidemiológica não identificou vínculo entre os dois casos, não havendo as condições para se declarar surto.

No Brasil, a doença meningocócica é endêmica, com ocorrência de surtos esporádicos. O meningococo é a principal causa de meningite bacteriana no país. Acomete indivíduos de todas as faixas etárias, porém aproximadamente 40 a 50% dos casos notificados ocorrem em crianças menores de 5 anos de idade. Desde a década de 1990, os sorogrupos circulantes mais frequentes no Brasil foram o C e o B. Após um período de predomínio do sorogrupo B, observa-se, a partir de 2005, um aumento no número e na proporção de casos atribuídos ao sorogrupo C em diferentes regiões do país.

O SUS, a partir de 2010 disponibiliza vacinas que promovem a prevenção de formas graves de meningites:
Pentavalente – que imuniza contra HAEMOFHILUS INFLUENZAE TIPO B, aplicada nas crianças a partir do segundo mês de vida;
BCG – Previne as formas graves de tuberculose, aplicada ao nascer.
Meningo C Conjulgada – aplicada em crianças a partir do 3º mês de vida e em adolescentes na faixa etária de 11 a 14 anos.
Recomenda-se ainda como forma de prevenção cuidados com a higiene pessoal ( lavagem constantes das mão) e manter ambientes limpos e arejados.

A Superintendência de Epidemiologia e Controle de Doenças/SAPAPVS/SES/MA mantém uma rede de informação com as Coordenações de Vigilância Epidemiológica dos Municípios e Unidades Regionais de Saúde para o acompanhamento de registro de casos de doenças transmissíveis, estando atenta as notificações, apoiando e executando ações de prevenção e controle, como neste caso, atuando junto com o Município de São Luís.

São Luís, 04 de março de 2018

Maria as Graças Lírio Leite
Superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças

Jakeline Maria Trinta Rios
Coordenadora do CIEVS/VEH/SES

Comentários